Portal de Eventos do IFSP Tupã, 1º Congresso sobre Ambiente, Tecnologia e Educação

Tamanho da fonte: 
A Democratização da Educação como um fator para a diminuição da desigualdade social: reflexões sobre o alcance das metas da Educação Para Todos no Brasil
Fernanda Neves Iadocicco, Oséias Santos de Oliveira, Rodrigo Scremin, Cezar Augusto Romano

Última alteração: 2018-12-19

Resumo


A democratização da educação é fundamento inegável para o desenvolvimento social em todas as áreas, pois contribui para a construção de uma sociedade participativa e mais justa para todos. Sob este prisma o presente artigo tem como propósito analisar o processo de democratização desenvolvido no Brasil, a partir dos propósitos da Educação Para Todos, e as implicações na diminuição da desigualdade educacional, resultando em uma ferramenta para a equidade e redução das desigualdades sociais. A pesquisa, de natureza qualitativa, estrutura-se em uma análise bibliográfica, a partir de enfoques teóricos sobre o tema, e também em uma análise documental, na qual são objetos de exploração o Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos e o Censo Escolar da Educação Básica dos períodos estudados. A partir destes enfoques são analisados, além do contexto histórico, os indicadores educacionais brasileiros e a avaliação de organismos internacionais do desempenho brasileiro no setor da educação. O estudo revela que o Brasil não cumpriu quatro de seis objetivos: educação e cuidados na primeira infância, habilidades para jovens e adultos, alfabetização de adultos e a qualidade da educação. Isso nos mostra como a educação no Brasil ainda está longe de promover a igualdade social.


Texto completo: PDF